customização


Tem algo mais gostoso do que ver o nosso cantinho da forma que sempre sonhamos? E pra que
isso seja possível podemos investir bastante na decoração do espaço.

O legal da decoração, ao contrário do que muita gente pensa, é que você consegue fazer uma
série de coisas gastando pouco! Isso porque há diversas maneiras de você mesmo fazer sua
decoração, utilizando materiais baratinhos e que dão um resultado final incrível.

Uma das coisas que fazem uma grande diferença na decoração é a parede de quadros ou de
fotos, ela ganhou popularidade nos últimos tempos, e o motivo, é que além de fácil e barata, ela
deixa qualquer ambiente com um ar mais elegante. Outra vantagem é que você pode usar a sua
criatividade por aqui.

Você pode montar no cômodo que mais te agradar, e pode realmente fazer uma parede
demonstrando todo o seu estilo. Para saber mais sobre como montar uma parede com quadros
ou galeria de fotos continue em nosso site.

Primeiro de tudo você deve escolher o cômodo da casa que deseja montar essa parede. Como
falamos acima essa parede pode ser utilizado em qualquer ambiente, mas é preciso alguns
cuidados, como por exemplo.

Se você optar por quadros pode ser em qualquer cômodo, com adaptações para cada um, por
exemplo, quadros médios e grandes devem ficar em quartos, salas ou escritórios! Os quadros
pequenos e médios podem ficar no banheiro ou na cozinha.

Se você escolher fazer a parede com fotos, ótimo! Mas saiba que é mais indicado para cômodos
como quartos, escritórios, ou até mesmo corredor (se você tem espaço pra isso).

Decoração de interior

Depois de escolher o cômodo você deve escolher os quadros que vai pendurar. Eles podem ser
escolhidos com um tema (por exemplo, itens de cozinha) ou podem não ter relação nenhuma,
quem manda nesse aspecto é você.

Os quadros podem ser de pintura, com frases divertidas, fotos de paisagens, isso também fica
por seu critério! Geralmente na cozinha, banheiro e quartos se usa os quadros com frases ou com
imagens! Enquanto a sala é um local onde recebe mais quadros com pintura, mas quando há isso
não há problemas, escolha o que te deixar mais a vontade. A única indicação é que se os
quadros tiverem molduras elas sejam da mesma cor, ou de cores parecidas.

Quanto as fotos você pode fazer a mesma coisa, separar por temas, por exemplo, ‘’minhas
viagens’’ ou deixar livre e colocar diversas fotos aleatórias.

Tanto para os quadros quanto para as fotos você por espalhar tudo no chão e ir selecionado o
que vai ficar mais legal na parede.

Tanto os quadros quando as fotos podem ter tamanhos diferentes, não precisando ser igual, ou
com o mesmo tema! Isso vai depender da sua criatividade e do seu gosto, você pode fazer até
mesmo uma parede de frases ou fotos que se complementam, ou uma com quadros de
pequenos, médios e grandes.

Agora que você já fez a composição dos quadros está na hora de recortar diversos papéis de
retângulos em tamanhos iguais aos quadros ou até mesmo fotos que você possui, marque com
canetinha o local central dos ganchos ou do arame e replique na parede colocando peça por peça
igual a composição criada no chão.

As peças devem ser colocadas no máximo até 1,5 metros do chão. Depois que sua parede estar
feita você pode dar um passinho para trás para ver se todos estão no mesmo nível. Fotos podem
ser mais fáceis de colocar do que quadros.

E se você não é fã de furos, tem medo de como a parede vai ficar, está em um local alugado e
etc, não se preocupe! Uma alternativa é colocar inúmeras prateleiras e colocar os quadros ou
fotos por cima, o efeito não fica o mesmo mas pode ser uma boa forma de improvisar e deixar
charmoso.

Decoração de interior

Read More

Todos nós temos aquele móvel que já está bem antigo, dando aquela aparência de velho, e
ficando totalmente fora da decoração da sua casa. Mas você não precisa gastar dinheiro
comprando outro.

Sabia que uma boa reforma pode deixar esse móvel como novo, e o melhor, ele vai combinar
mais ainda com a sua decoração sem te fazer ganhar dinheiro! Reformar moveis é uma das
tendências da decoração.

Sala com móveis antigos

Por isso em nosso artigo de hoje vamos mostrar formas bem fáceis para você reformar aquele
seu móvel antigo, gastando pouco e tendo um ótimo resultado!

1 – Pintura

Uma boa solução para deixar os nossos móveis com cara de novo é os pintando, afinal, uma cor
renova tudo, né?

Mas pra que a pintura fique perfeita é necessário alguns cuidados, você deve limpar bem a peça
antes de iniciar, quando se certificar que a peça se encontra limpa você pode começar, e se
certifique também de que a peça não tem imperfeições, como buracos, ou furos ok?

E assim como pinturas de parede você vai precisar lixar seu móvel antes de começar, procure por
lixas finas, as grossas podem riscar o seu móvel, e não é esse o intuito da reforma.

Quando for lixar procure fazer tudo na mesma direção, é uma etapa um pouco chata que precisa
ser cumprida. Depois disso passe uma tinta a base de água no móvel, isso vai fazer que a tinta
fixe melhor na peça.

Móvel antigo reformado

Agora, você pode escolher a cor da tinta, isso fica por sua conta, o legal é investir em cores que
vão dar um up na sua decoração, afinal, um móvel novo pode renovar totalmente o ambiente.

Além da cor é preciso escolher a tinta certa, por isso escolha as com base de água, elas vão te
dar um resultado melhor, e não vão ter aquele cheiro forte de tinta!

A escolha do pincel também é essencial durante todo esse processo, ele precisa ser largo e
chato, ou dependendo do móvel pode ser o pincel ‘’rolinho’’. Passe a primeira mão no móvel,
aguarde cerca de 48 horas, e passe outra mão para garantir um bom resultado final.

Assim como o procedimento de lixar a pintura também deve ser feita na mesma direção, senão o
resultado pode não ficar tão bom.

Confira aqui mais customizações!

E para finalizar passe um protetor, que nada mais é que uma tinta transparente, você pode a
aplicar com pincel ou com spray (o que se torna mais rápido). Ela vai garantir que a tinta em seu
móvel seja conservada por mais tempo.

Temos certeza que a pintura vai salvar o seu móvel, você vai se orgulhar do resultado, e deu pra
perceber que gasta bem menos do que comprando um novo, né?

2 – Papel Contact

Outra forma de você mudar totalmente o visual do seu móvel antigo é utilizado papel contact.
Esse papel é facilmente encontrado, o seu valor é bem acessível e você pode comprar em rolos,
que vai em grandes quantidades e podem ser bem aproveitados.

O primeiro passo para reformar o móvel com esse papel é tirar todas as medidas. Depois que
todas as medidas forem tiradas corretamente você já pode cortar o papel, deixe sempre uma
sobra de pelo menos 5 cm.

Depois é hora de colar o papel em seu móvel, isso pode ser feito com a ajuda da régua, conforme
for passando a régua use a sua força para que a colagem fique sobre o móvel lisinha e sem
deixar nenhuma bolha.

Essa técnica pode ser utilizada em móveis de diversos madeiras. E se ficar alguma bolha a
estoure com a ajuda de uma agulha.

3 – Tecido

Outra forma bem interessante de reformar o seu móvel é o revestir com tecido, assim como a
tinta você pode aproveitar para dar um up em sua decoração. Até mesmo brincando com diversos
tecidos.

Móvel antigo

Para aplicar é bem fácil, você vai precisar do tecido e da cola branca para fixar no móvel, faça
isso com a ajuda de um pincel. Dobre e cole as bordas para ter um acabamento legal, e vai
passando a mão para que o tecido não fique embolado no móvel.

E se você gostou das dicas de hoje continue em nosso site para mais textos.

Read More
O que é pintura Hidrográfica

O que é pintura Hidrográfica


Posted By on maio 17, 2018

É um tipo de pintura onde se aplica alguns pigmentos na água formando uma fina película que fica flutuando, e quando o objeto é mergulhado, a película é transferida para ele. Apesar de muita gente não conhecer, essa técnica é antiga e foi inventada primeiramente em 1982.

Pinturas Hidrográficas podem ser aplicadas no plástico, vidro, madeira, fibra de vidro, metal, e aos objetos de quase todas as formas. A impressão hidrográfica também pode ser conhecida por uma série de outros nomes como, impressão de transferência de água, impressão de imersão, impressão cúbica, e Hydro Imaging.


Desde que a água é usada como o meio de transferência, poderá ser aplicado na maioria das superfícies porque a água permite a aderência nos objetos. A personalização de objetos por essa técnica tem aumentado muito e é considerada relativamente simples. Mas, para garantir a qualidade, é melhor procurar um bom profissional, pois, apesar de não ser tão difícil assim, são exigidas algumas técnicas para deixar a pintura uniforme.

Além de ser rápido e eficiente, a técnica garante uma pintura única e bem personalizada, podendo criar diversos tipo de desenhos. E ainda tem maior durabilidade do que pinturas comuns. Veja abaixo, como você mesmo pode fazer a sua pintura hidrográfica.

Antes de fazer qualquer coisa, você deverá fazer a limpeza da peça. Alguns tipos de superfície precisam ser lixadas, como por exemplo, a madeira.

 

 

O que você precisa para fazer pintura Hidrográfica?

Você vai precisar de um tanque com água aquecida em 32° C, juntamente com a película específica para esse tipo de pintura. Elas são vendidas principalmente em lojas físicas especializadas, ou, pela internet. Você encontrará vários modelos, inclusive 3D e grafismo, algumas são até mesmo feitas sob encomenda.

Lembre-se que as películas são muito sensíveis a unidade e altas temperaturas, por isso, armazene-as em locais frescos e longe de raios solares. Geralmente elas não são muito caras, algumas chegam a custar R$ 25,00.


O tanque precisa ser grande o suficiente para caber o seu objeto, é melhor que seja até um pouco maior para garantir que seja aderido em toda a superfície. Depois de estar aquecido, aplique o fixador na película, que vai servir como uma cola, e logo depois, coloque devagar na água.

Depois da aplicação do fixador, espere um 10 segundos e coloque a peça lentamente sobre a película tendo o cuidado para que todo o desenho seja transferido para o objeto. Antes de tirá-lo da água, faça leves movimentos para garantir que resíduos maiores se desgrudem.

Após a aplicação, você deverá esperar a secagem completa para passar o verniz, que também é um produto específico, para que a sua peça tenha brilho e maior durabilidade. Feito isso, está pronta a sua pintura hidrográfica.

Para quem deseja iniciar um negócio com esses tipos de pinturas, está no caminho certo, pois, são fáceis de fazer, e você poderá usar diversos tipos de estampas para atrair todo tipo de cliente. Você poderá se especializar na área há muitos cursos online que são bons e baratos.

Além disso, para fazer essas pinturas, não precisa de altos investimentos, pois, os produtos necessários para fazê-los são baratos. A película por exemplo, custa em trono de R$ 20,00 a R$ 40,00 cada uma com 1 metro x 1 metro de comprimento, que você poderá utilizar em vários objetos dependendo do tamanho. Antes de usá-las, você poderá cortar do tamanho que quiser para melhor aproveitamento.

Os fixadores custam em média R$ 40,00 o litro, podendo usar várias vezes, e os tanques, pode ser um recipiente que você tem em casa, como um balde, ou vasilhas grandes de plástico. Com essa técnica de pintura, você pode ganhar um bom dinheiro, gastando pouco.

Read More

Zhu Shengi

é uma artista chinês que desenvolve a técnica temporal de tingimento na água ou que é muito parecido water transfer printing
Você pode até julgar que é apenas pegar um tanto de água e de tinta e voilá, porém a verdade é que a técnica é bem mais complexa que isto.

aguapint

Shengi usa ferramentas bastante finas e nafta, um líquido altamente inflamável, e produz seu estamparia. Dessa maneira que termina de acontecer, ele usa uma eternidade de papel que absorve a tinta da água que, por sua vez, se torna um tingimento comum.
A técnica é usada o partir do século XV, no mundo islâmico e na leste da Ásia.

Confira mais fotos:

Um espetáculo de cores por intermédio do Ebru

Ebru é um clássico técnica de tingimento Islâmica bastante usada na Turquia. Esta técnica, similarmente tragada de Paper Marbling ou Marmorização em Papel, utiliza água como superfície na qual a obra do dejeto é executada. A tinta é depositada sobre a superfície da água, algum aditivos são usados para que esta tinta possa oscilar e, depois de concluída o composto, ela é transferida para o papel.

 

O vídeo abaixo é um belo máxima de como esta arte é feita.

 

Não se sabe ao certo a origem desta técnica uma vez que como a obra é conservada em papel não há exemplares antigos que chegassem nos dias atuais, além do feito de que as artistas não assinavam suas obras no passado, complicando também mais uma datação. No entanto alguma fontes indicam que a técnica do Ebru (ou Ebrû) pode ser surgido no século 13 na região da Turquia e se espalhou pela Pérsia simultaneamente com a caligrafia, ao longo o tempo Turco.

 

Na primeira meio do século 17 o Ebru começou as tornar-se chamado de “Papel Turco” ou “Papel Marmorizado Turco” na Europa o partir de viajantes vindos da Turquia. Tradicionalmente relacionado a reportagem esta técnica acabou tornando-se independente há pouco tempo há praticamente 50 anos.

 

Além das belas obras que a técnica permite fabricar, o próprio processamento de obra é um espetáculo à parte, sendo que os cores, depois de serem “depositadas” na superfície da água, são puxadas, repuxadas, misturadas formando desenhos belíssimos.

 

 

Entendendo esta beleza intrínseca o produtor de vídeo e retratista Turco Oguz Uygur fez um pequeno filme na qual evidência esta “correria das cores”.

 

Para as amantes da arte e da beleza é um show ver o dejeto surgindo, como uma musicista regendo uma música de cores.

 

 

 

Read More
Como Pintar Móveis de Madeira

Como Pintar Móveis de Madeira


Posted By on set 27, 2016

Como Pintar Móveis de Madeira

 

dsc_0006

Passo 1

Prepare a setor no qual você vai trabalhar. Coloque panos no chão, e abra todas as janelas e portas para deixar uma ótima aeração. Posicione o artigo que será caracterizado sobre os panos. Coloque um protetor facial  luvas, antes de começar o trabalho.

como-pintar-moveis-de-madeira-0031

Passo 2

Remova todos os acessórios possíveis do chão de mobília. Pode ser que você esteja reformando uma cômoda, ou um carente armário. Nesse caso, você precisa destituir todos os acessórios anexados ao objeto antes de pintá-lo. Isso serve para dois negócios:

Protege que os acessórios não fiquem borrados de tinta, e que toda o objeto hão fique conforme marquise com tinta.

 

Passo 3

Use massa de madeiro para ajeitar possíveis buracos, amassados ou superfícies lascadas. Aplique a maior parte da massa de madeiro sobre as porções danificadas, e não sobre as porções intactas; eventuais excessos de massa poderão ser mais tarde, lixados. Use uma espátula para rascar o sobra e deixe a madeiro secar.

Se você for trocar qualquer pertence, preencha os buracos antigos, no qual o pertence transato estava anexado. Aplique a massa de madeiro com uma espátula e deixe secar.

 

Passo 4

Lixe a superfície do volante. Isso talvez possa ser realizado usando um bloco de lixa, ou uma lixadeira elétrica para peças maiores. O propósito é destituir qualquer finura ou goma-laca protetora que se encontra na superfície do madeiro, facilitando a filiação demão de primer.

Preste muita atenção a qualquer tarja ou mais recortes no madeiro, certificando-se de lixar essas porções à mão e o melhor possível.

Preste atenção sui generis às áreas no qual a massa de madeiro foi aplicada. Lixe bem essas áreas para que elas fiquem uniformes com o resto da superfície.

Pintar moveis de madeira da maneira tradicional pode trazer ótimo resultados, porém exite uma nova técnica para pintura mais precisas e com diversos estilos, ela se chama  se chama water transfer printing, aprenda como fazer water transfer printing.

 

pintar_sem_lixar-6

Passo 5

Remova qualquer excremento deixado depois de ter lixado a superfície do volante. Apurar gentilmente com uma flanela podadura ajudará a destituir os resíduos de pó. Precisa-se, utilize um purificador ameno e seque com uma vela.

 

 

Usando o Primer e Pintando

Passo 1

Aplique uma mão de primer para conquistar um visual semelhante. Com um pincel e um arranca-rabo, aplique devagar uma mão semelhante do primer sobre a superfície do madeiro. Use um pincel fino nos cantos, bordas, e nas áreas mais complicados de atingir; use um arranca-rabo sobre as áreas maiores, e nas áreas que não tenham contornos. Espere o primer secar antes de iniciar a acontecer.

Você de fato necessita utilizar um primer? Se quiser uma apoio semelhante da mão de tinta à madeiro, e quiser que a tingimento dure um bom tempo, você precisa utilizar um primer antes de acontecer. Não se preocupe em conquistar um envoltório semelhante com o primer, no entanto, certifique-se de que ele cubra a setor no qual a tinta será aplicada.

Se você quer ter o seu volante com um visual mais “velho” e “utilizado”, você pode desejar desviar o primer. Entretanto, lembre-se que a tinta pode, quiçá, lascar se você não usá-lo antes da tingimento.

Para uma proteção supletivo, aplique uma mão mais espessa de primer nas áreas do volante que são utilizadas com mais frequência. Se está pintando uma alimentação ou um escrínio, você pode desejar adaptar diversas camadas – ou uma mão espessa – para permitir maior proteção e brilho às superfícies mais utilizadas.

 

Passo 2

Lixe a superfície depois de o primer ter secado. Trabalhe todas as áreas da superfície com uma lixa fina. Isto ajudará a reforçar apoio da tinta colar ao primer. Certifique-se, entretanto, de apurar qualquer excremento de pó ou com uma flanela antes de iniciara acontecer.

 

Passo 3

Comece a acontecer, primeiro com um arranca-rabo, e em seguida, com um pincel. Pinte todas as superfícies planas com um arranca-rabo de baba, se possível. Logo após, com movimentos uniformes, aplique outra mão de tinta com um pincel, com sui generis atenção para os locais no qual o arranca-rabo não foi capaz de atingir – como bordas e cantos. Deixe secar, e verifique será áreas que não foram cobertas de tinta.

Considere utilizar um aditivo de tingimento para favorecer o seu trabalho. Um aditivo como Floetrol para tintas látice e Penetrol para tintas a óleo, irão remeter a seca da tinta, permitindo-lhe conquistar uma tingimento sem marcas de arranca-rabo ou pincel(seca bastante ágil pode deixar a tingimento anormal ou com marcas). Estes aditivos, ainda que inserido à tinta, não alteram coloração.

Use um pincel de ótima qualidade. Pinceis de baixa qualidade irão permitir resultados inferiores, com cerdas folgar e presas na tinta, ou um envoltório não semelhante. Um bom pincel é um tanto mais caro, porém com a cautela apropriada, ele precisa ficar diversos anos.

como-reformar-uma-escrivaninha-velha-de-madeira-21

Passo 4

Aplique uma segunda demão de tinta, se preciso. A maior parte dos pintores acha que uma mão de primer e de tinta não são obstante para permitir uma fachada profissional às peças de madeiro. Deixe a primeira mão de tinta secar (ao longo a noite é melhor, porém, no mínimo, 6 horas) e, logo após, aplique a segunda mão da mesma tinta, usando as técnicas descritas acima.

 

 

 Passo 5

Aplique uma mão de selante (voluntário). Depois de a tinta ter secado, aplique um finura ou selante para ajudar a tingimento descortês e arranhões. Isto similarmente irá adicionar um rápido brilho ao objeto, um recurso que funciona bem em vários esquemas de ornamento. Certifique-se de que o selante esteja seco antes de fomentar ao móvel para o local da casa no qual ela será usada.

hqdefault

Dicas

Dependendo da dimensão do volante, pode ser possível usar uma tinta acrílica nebulizador para fazer a disfarce desejado. Neste caso, não há, frequentemente, necessidade de adaptar um selante depois da tingimento, uma vez que o acrílico irá oferecer uma proteção adequada.

Um truque que vai auxiliar a reduzir o algarismo de demãos necessárias é adicionar um tanto da tinta no primer. Isso torna possível fazer um alvo mais espessa entre a tinta e a madeiro, e diminuir os rendimentos da coloração exemplar do grão desmadeiro mudar por intermédio de uma única mão de tinta.

Read More

Como pintar material de madeira em casa?

 

A dúvida martelou na minha cabeça por meses até eu ingerir zelo de colocar a mão na massa, sem reforço profissional.

 

Por quê?

 

A justificativa por ela ter martelado na minha mente é o feito de que constantemente me achei atrapalhada para artes manuais! Já o razão de desejar realizar tudo sozinha dessa vez se explica de muitas formas: não aguentava mais a cara de um aparador antecessor que veio da minha sogra (você vai ver que sem agradecimento ele estava!), não tinha nota pra pagar o serviço de repaginação, queria padecer pra mim que conseguiria e, o mais estimulado, eu estava grávida!

 

Uma vez que é, o início da gestação (primeiros dias mesmo!) me deixou bastante criativa – frutífero, pra utilizar a palavra mais correta!

 

como-pintar-moveis-de-madeira-0041

 

Possui-se uma coisa que a maternidade tirou (a partir de a gestação do Léo) foi mostrar que posso me enredar comigo mesma.

 

Hoje vejo que consigo realizar negócios que antes achava que não seria capaz, que gosto de negócios que achava que não gostava e que levo modo pra muita coisa que nem sequer sabia! Por isso, como fiz com meus vasos-galochas e com as estas de aniversário do Mickey, aqui vai meu passo a passo “faça você mesma”, sobre o bufê reformado da imagem! Pra incentivar mulheres que, do mesmo jeito que eu, não sei por no qual iniciar, ou até mesmo se inclui capacidade pra coisa!

 

Acredite todo mundo pode se surpreender! Papel e caneta na mão, e inspire-se! Você vai ter necessidade de:

 

Lixa: ela vai ser sua melhor concubina – e aquela que vai te deixar mais cansada. Se tiver uma lixadeira ou uma concubina que tenha e te ensine a utilizar, tudo correto. Porém se for à mão, como eu, compre uma mais grossinha. Paninho úmido e seco: para apurar o móvel entre as demãos de tinta.

 

Primer: é como no cosmético, e serve pra permitir uma base para a tingimento. O nome confiável e conhecido nas lojas especializadas é Fundo Preparador para Metais e Madeiro (de preferência, escolha da mesma marca que adotar a tinta).

Esmalte artificial à base de água: você pode adotar entre negro ou precioso, e eu fiquei com a segunda escolha – acho mais belo!

Finura guardião para madeiro em nebulizador: pra ajudar o resultado final!

 

Conjunto tingimento: pode ser aquela bacia que vem com duas rolinhas, pincel e análogo. Apenas que aí a rolinha é de baba, e eu preferi o de lã (você vai saber por que). Na confusão, tenha os dois tipos e dois tamanhos de pincel similarmente.

 

Lençol usado e jornal: para encapar seu palanque, horto, etc. Achei mais pragmático colocar o jornal por baixo e um lençol em cima.

E agora? Bom, fucei na Internet até julgar orientações no qual eu confiasse. Você pode realizar o mesmo! O meu é vivo em um site pessoal que patrão (fonte lá por baixo) e na minha experiência com o bufê tudo correto? Agora, vamos ver como foi:

 

 

Nova técnica de pintura no Brasil, descobri recentemente a WTP, uma nova técnica de pintura baseado em submersão na água,  eu procurei mais informações sobre essa técnica e encontrei esse curso de water transfer printing .

 

Lixe até a finura sair e nada distinguir

 

A orientação é não ter instância, porém quem pode? Se for necessário, pode repartir essa etapa em 2, 3 dias, porém quis realizar tudo em uma tarde. O fundamental é lixar até a finura sair da superfície, pra diminuir o perigo de a tinta cascar. Quanto mais lixado e poroso, melhor. Pra levar a confusão, veja se a superfície também reflete a luz.

Lixe

Ufa! Agora é a momento de mudar paninho úmido pra levar todo o pó e prometer-se secar por meio momento. Em seguida do volante seco, primer. Apenas que, dessa vez, esperei o outro dia. Minha orientação; divida os estádios por dia. Em pouco de uma semana, tudo estará logo e você vai realizar cada uma com bastante satisfação.

 

Para mudar o primer, pode utilizar pincel de 2 tamanhos, para favorecer em locais maiores e mais baixos (minucio idade na imagem).

 

Detalhe aparador

 

E, antes de acontecer, o ideal é voltar a lixar todo o volante de rápido. É árido, porém auxilia a levar as marcas de pincel e deixar volante bem lisinho para acolher a tinta.

dicas-para-restaurar-moveis-de-madeira-antigos-04

 

Primer para madeira

 

Meu culpa aqui (acho) foi ter passado uma demão somente de primer. Não sei por qual justificativa achei que era bastante. Porém a verdade é que, por causa disso, tive que mudar várias demãos de tinta (5) pra correr o fundo, repare. E o aperfeiçoamento não ficou precisamente como deveria. Acho que vale mudar umas 3 de primer, até correr a coloração escura do volante.

 

…Mais um dia secando, e lá fui eu abrindo a tinta amarela! Queria visto que queria essa coloração!

 

Tinta

 

Para a tingimento, usei primeiro um rolinho de baba e o mesmo pincel utilizado pra mudar o primer (porém apenas para os detalhes mais chatinhos). Diluí um tanto a tinta (1/3 de água é o sugerido). Fiz na atenção e em menor diluição (admito!) e, na penúria, apenas deixei de lado a quantidade de água! Pra mim, foi melhor no momento em que estava pouco desfeito. A dificuldade que surgiu no meio do percurso: bolinhas!

 

Bolinhas na tingimento

 

Fui investigar a justificativa. Cada um diz uma coisa. Uns me recomendaram substituir o rolinha pelo de lã, e eu fiz isto. Também dessa maneira, não ficava tudo lisinho. Aí vi que alternativa (mais trabalhosa) é mudar o arranca-rabo de lã com tinta e logo após outro de lã sem tinta (pra levar o sobra). Foi o melhor pra mim! Antes de acontecer outra vez, evidente, lixei né? Dessa maneira o defeito ficou pouco ostensível e menos difícil de correr.

 

Acho que o feito de mudar várias demãos pode ter colaborado para gerar bolinhas, porém há quem quê que é a floresta da tinta então porção de demãos. Vou ter necessidade de realizar em outro volante pra te responder… Minucio idade que aprendi: o rolinho apenas precisa ser passado poucas vezes sobre a mesma setor, apenas enquanto a tinta estiver molhada. Em seguida ela iniciar a secar e se você voltar a mudar o rolinho, a tinta pode ficar com uma fachada granulado.

 

Outra sugestão? Comece com a tinta pela pare mais complicado e pouco ostensível! Pra ir testando (e errando se for o caso!) no qual se apresenta pouco. Com isenção da aplicação do primer, virei o volante de ponta cabeça, e dei todas as demãos nele dessa maneira. Apenas em seguida pintei o tampa.

 

Com primer, Com cuba de ponta cabeça

 

Enquanto a tinta seca é fundamental aperfeiçoar se nenhuma parte vai escoar! Se isto ocorre, basta utilizar o arranca-rabo com subtileza para afagar. Lembrando que esperava 24 horas pra acontecer de novo!

 

No final, passei 3 camadas de Finura Precioso em Nebulizador, exclusivo pra ajudar a tingimento. Não gostei bastante de adaptar, visto que, como não possui coloração, encontra-se difícil ver no qual caiu a trevas de finura. Da próxima vou experimentar com pincel mesmo!

 

Ficou perfeito? Não. Porém honestamente ficou excelente! Tirou uma wow diferença na minha dependência, todo mundo que entra repara, realizei minha atração física de ter um volante fulvo, provei que sou capaz, e gastei bastante pouco pra proporcionar essa oscilação!

 

Aqui existem mais algumas dicas de formar da sua casa

 

Read More