Surf the Info on Water

International Water Transfer printing


Zhu Shengi

é uma artista chinês que desenvolve a técnica temporal de tingimento na água.
Você pode até julgar que é apenas pegar um tanto de água e de tinta e voilá, porém a verdade é que a técnica é bem mais complexa que isto.

aguapint

Shengi usa ferramentas bastante finas e nafta, um líquido altamente inflamável, e produz seu estamparia. Dessa maneira que termina de acontecer, ele usa uma eternidade de papel que absorve a tinta da água que, por sua vez, se torna um tingimento comum.
A técnica é usada o partir do século XV, no mundo islâmico e na leste da Ásia. Confira mais fotos:

Um espetáculo de cores por intermédio do Ebru

Ebru é um clássico técnica de tingimento Islâmica bastante usada na Turquia. Esta técnica, similarmente tragada de Paper Marbling ou Marmorização em Papel, utiliza água como superfície na qual a obra do dejeto é executada. A tinta é depositada sobre a superfície da água, algum aditivos são usados para que esta tinta possa oscilar e, depois de concluída o composto, ela é transferida para o papel.

 

O vídeo abaixo é um belo máxima de como esta arte é feita.

 

Não se sabe ao certo a origem desta técnica uma vez que como a obra é conservada em papel não há exemplares antigos que chegassem nos dias atuais, além do feito de que as artistas não assinavam suas obras no passado, complicando também mais uma datação. No entanto alguma fontes indicam que a técnica do Ebru (ou Ebrû) pode ser surgido no século 13 na região da Turquia e se espalhou pela Pérsia simultaneamente com a caligrafia, ao longo o tempo Turco.

 

Na primeira meio do século 17 o Ebru começou as tornar-se chamado de “Papel Turco” ou “Papel Marmorizado Turco” na Europa o partir de viajantes vindos da Turquia. Tradicionalmente relacionado a reportagem esta técnica acabou tornando-se independente há pouco tempo há praticamente 50 anos.

 

Além das belas obras que a técnica permite fabricar, o próprio processamento de obra é um espetáculo à parte, sendo que os cores, depois de serem “depositadas” na superfície da água, são puxadas, repuxadas, misturadas formando desenhos belíssimos.

 

 

Entendendo esta beleza intrínseca o produtor de vídeo e retratista Turco Oguz Uygur fez um pequeno filme na qual evidência esta “correria das cores”.

 

Para as amantes da arte e da beleza é um show ver o dejeto surgindo, como uma musicista regendo uma música de cores.

 

 

 

Read More
Como Pintar Móveis de Madeira

Como Pintar Móveis de Madeira


Posted By on Sep 27, 2016

dsc_0006

Passo 1

Prepare a setor no qual você vai trabalhar. Coloque panos no chão, e abra todas as janelas e portas para deixar uma ótima aeração. Posicione o artigo que será caracterizado sobre os panos. Coloque um protetor facial  luvas, antes de começar o trabalho.

como-pintar-moveis-de-madeira-0031

Passo 2

Remova todos os acessórios possíveis do chão de mobília. Pode ser que você esteja reformando uma cômoda, ou um carente armário. Nesse caso, você precisa destituir todos os acessórios anexados ao objeto antes de pintá-lo. Isso serve para dois negócios:

Protege que os acessórios não fiquem borrados de tinta, e que toda o objeto hão fique conforme marquise com tinta.

 

Passo 3

Use massa de madeiro para ajeitar possíveis buracos, amassados ou superfícies lascadas. Aplique a maior parte da massa de madeiro sobre as porções danificadas, e não sobre as porções intactas; eventuais excessos de massa poderão ser mais tarde, lixados. Use uma espátula para rascar o sobra e deixe a madeiro secar.

Se você for trocar qualquer pertence, preencha os buracos antigos, no qual o pertence transato estava anexado. Aplique a massa de madeiro com uma espátula e deixe secar.

 

Passo 4

Lixe a superfície do volante. Isso talvez possa ser realizado usando um bloco de lixa, ou uma lixadeira elétrica para peças maiores. O propósito é destituir qualquer finura ou goma-laca protetora que se encontra na superfície do madeiro, facilitando a filiação demão de primer.

Preste muita atenção a qualquer tarja ou mais recortes no madeiro, certificando-se de lixar essas porções à mão e o melhor possível.

Preste atenção sui generis às áreas no qual a massa de madeiro foi aplicada. Lixe bem essas áreas para que elas fiquem uniformes com o resto da superfície.

pintar_sem_lixar-6

Passo 5

Remova qualquer excremento deixado depois de ter lixado a superfície do volante. Apurar gentilmente com uma flanela podadura ajudará a destituir os resíduos de pó. Precisa-se, utilize um purificador ameno e seque com uma vela.

 

 

Usando o Primer e Pintando

Passo 1

Aplique uma mão de primer para conquistar um visual semelhante. Com um pincel e um arranca-rabo, aplique devagar uma mão semelhante do primer sobre a superfície do madeiro. Use um pincel fino nos cantos, bordas, e nas áreas mais complicados de atingir; use um arranca-rabo sobre as áreas maiores, e nas áreas que não tenham contornos. Espere o primer secar antes de iniciar a acontecer.

Você de fato necessita utilizar um primer? Se quiser uma apoio semelhante da mão de tinta à madeiro, e quiser que a tingimento dure um bom tempo, você precisa utilizar um primer antes de acontecer. Não se preocupe em conquistar um envoltório semelhante com o primer, no entanto, certifique-se de que ele cubra a setor no qual a tinta será aplicada.

Se você quer ter o seu volante com um visual mais “velho” e “utilizado”, você pode desejar desviar o primer. Entretanto, lembre-se que a tinta pode, quiçá, lascar se você não usá-lo antes da tingimento.

Para uma proteção supletivo, aplique uma mão mais espessa de primer nas áreas do volante que são utilizadas com mais frequência. Se está pintando uma alimentação ou um escrínio, você pode desejar adaptar diversas camadas – ou uma mão espessa – para permitir maior proteção e brilho às superfícies mais utilizadas.

 

Passo 2

Lixe a superfície depois de o primer ter secado. Trabalhe todas as áreas da superfície com uma lixa fina. Isto ajudará a reforçar apoio da tinta colar ao primer. Certifique-se, entretanto, de apurar qualquer excremento de pó ou com uma flanela antes de iniciara acontecer.

 

Passo 3

Comece a acontecer, primeiro com um arranca-rabo, e em seguida, com um pincel. Pinte todas as superfícies planas com um arranca-rabo de baba, se possível. Logo após, com movimentos uniformes, aplique outra mão de tinta com um pincel, com sui generis atenção para os locais no qual o arranca-rabo não foi capaz de atingir – como bordas e cantos. Deixe secar, e verifique será áreas que não foram cobertas de tinta.

Considere utilizar um aditivo de tingimento para favorecer o seu trabalho. Um aditivo como Floetrol para tintas látice e Penetrolpara tintas a óleo, irão remeter a seca da tinta, permitindo-lhe conquistar uma tingimento sem marcas de arranca-rabo ou pincel(seca bastante ágil pode deixar a tingimento anormal ou com marcas). Estes aditivos, ainda que inserido à tinta, não alteram coloração.

Use um pincel de ótima qualidade. Pinceis de baixa qualidade irão permitir resultados inferiores, com cerdas folgar e presas na tinta, ou um envoltório não semelhante. Um bom pincel é um tanto mais caro, porém com a cautela apropriada, ele precisa ficar diversos anos.

como-reformar-uma-escrivaninha-velha-de-madeira-21

Passo 4

Aplique uma segunda demão de tinta, se preciso. A maior parte dos pintores acha que uma mão de primer e de tinta não são obstante para permitir uma fachada profissional às peças de madeiro. Deixe a primeira mão de tinta secar (ao longo a noite é melhor, porém, no mínimo, 6 horas) e, logo após, aplique a segunda mão da mesma tinta, usando as técnicas descritas acima.

 

 

 Passo 5

Aplique uma mão de selante (voluntário). Depois de a tinta ter secado, aplique um finura ou selante para ajudar a tingimento descortês e arranhões. Isto similarmente irá adicionar um rápido brilho ao objeto, um recurso que funciona bem em vários esquemas de ornamento. Certifique-se de que o selante esteja seco antes de fomentar ao móvel para o local da casa no qual ela será usada.

hqdefault

Dicas

Dependendo da dimensão do volante, pode ser possível usar uma tinta acrílica nebulizador para fazer a disfarce desejado. Neste caso, não há, frequentemente, necessidade de adaptar um selante depois da tingimento, uma vez que o acrílico irá oferecer uma proteção adequada.

Um truque que vai auxiliar a reduzir o algarismo de demãos necessárias é adicionar um tanto da tinta no primer. Isso torna possível fazer um alvo mais espessa entre a tinta e a madeiro, e diminuir os rendimentos da coloração exemplar do grão desmadeiro mudar por intermédio de uma única mão de tinta.

Read More

Como pintar material de madeiro em casa?

 

A dúvida martelou na minha cabeça por meses até eu ingerir zelo de colocar a mão na massa, sem reforço profissional.

 

Por quê?

 

A justificativa por ela ter martelado na minha mente é o feito de que constantemente me achei atrapalhada para artes manuais! Já o razão de desejar realizar tudo sozinha dessa vez se explica de muitas formas: não aguentava mais a cara de um aparador antecessor que veio da minha sogra (você vai ver que sem agradecimento ele estava!), não tinha nota pra pagar o serviço de repaginação, queria padecer pra mim que conseguiria e, o mais estimulado, eu estava grávida!

 

Uma vez que é, o início da gestação (primeiros dias mesmo!) me deixou bastante criativa – frutífero, pra utilizar a palavra mais correta!

 

como-pintar-moveis-de-madeira-0041

 

Possui-se uma coisa que a maternidade tirou (a partir de a gestação do Léo) foi mostrar que posso me enredar comigo mesma.

 

Hoje vejo que consigo realizar negócios que antes achava que não seria capaz, que gosto de negócios que achava que não gostava e que levo modo pra muita coisa que nem sequer sabia! Por isso, como fiz com meus vasos-galochas e com as estas de aniversário do Mickey, aqui vai meu passo a passo “faça você mesma”, sobre o bufê reformado da imagem! Pra incentivar mulheres que, do mesmo jeito que eu, não sei por no qual iniciar, ou até mesmo se inclui capacidade pra coisa!

 

Acredite todo mundo pode se surpreender! Papel e caneta na mão, e inspire-se! Você vai ter necessidade de:

 

Lixa: ela vai ser sua melhor concubina – e aquela que vai te deixar mais cansada. Se tiver uma lixadeira ou uma concubina que tenha e te ensine a utilizar, tudo correto. Porém se for à mão, como eu, compre uma mais grossinha. Paninho úmido e seco: para apurar o móvel entre as demãos de tinta.

 

Primer: é como no cosmético, e serve pra permitir uma base para a tingimento. O nome confiável e conhecido nas lojas especializadas é Fundo Preparador para Metais e Madeiro (de preferência, escolha da mesma marca que adotar a tinta).

Esmalte artificial à base de água: você pode adotar entre negro ou precioso, e eu fiquei com a segunda escolha – acho mais belo!

Finura guardião para madeiro em nebulizador: pra ajudar o resultado final!

 

Conjunto tingimento: pode ser aquela bacia que vem com duas rolinhas, pincel e análogo. Apenas que aí a rolinha é de baba, e eu preferi o de lã (você vai saber por que). Na confusão, tenha os dois tipos e dois tamanhos de pincel similarmente.

 

Lençol usado e jornal: para encapar seu palanque, horto, etc. Achei mais pragmático colocar o jornal por baixo e um lençol em cima.

E agora? Bom, fucei na Internet até julgar orientações no qual eu confiasse. Você pode realizar o mesmo! O meu é vivo em um site pessoal que patrão (fonte lá por baixo) e na minha experiência com o bufê tudo correto? Agora, vamos ver como foi:

 

restaurar-moveis-gr

 

 

Lixe até a finura sair e nada distinguir

 

A orientação é não ter instância, porém quem pode? Se for necessário, pode repartir essa etapa em 2, 3 dias, porém quis realizar tudo em uma tarde. O fundamental é lixar até a finura sair da superfície, pra diminuir o perigo de a tinta cascar. Quanto mais lixado e poroso, melhor. Pra levar a confusão, veja se a superfície também reflete a luz.

Lixe

Ufa! Agora é a momento de mudar paninho úmido pra levar todo o pó e prometer-se secar por meio momento. Em seguida do volante seco, primer. Apenas que, dessa vez, esperei o outro dia. Minha orientação; divida os estádios por dia. Em pouco de uma semana, tudo estará logo e você vai realizar cada uma com bastante satisfação.

 

Para mudar o primer, pode utilizar pincel de 2 tamanhos, para favorecer em locais maiores e mais baixos (minucio idade na imagem).

 

Detalhe aparador

 

E, antes de acontecer, o ideal é voltar a lixar todo o volante de rápido. É árido, porém auxilia a levar as marcas de pincel e deixar volante bem lisinho para acolher a tinta.

dicas-para-restaurar-moveis-de-madeira-antigos-04

 

Primer para madeira

 

Meu culpa aqui (acho) foi ter passado uma demão somente de primer. Não sei por qual justificativa achei que era bastante. Porém a verdade é que, por causa disso, tive que mudar várias demãos de tinta (5) pra correr o fundo, repare. E o aperfeiçoamento não ficou precisamente como deveria. Acho que vale mudar umas 3 de primer, até correr a coloração escura do volante.

 

…Mais um dia secando, e lá fui eu abrindo a tinta amarela! Queria visto que queria essa coloração!

 

Tinta

 

Para a tingimento, usei primeiro um rolinho de baba e o mesmo pincel utilizado pra mudar o primer (porém apenas para os detalhes mais chatinhos). Diluí um tanto a tinta (1/3 de água é o sugerido). Fiz na atenção e em menor diluição (admito!) e, na penúria, apenas deixei de lado a quantidade de água! Pra mim, foi melhor no momento em que estava pouco desfeito. A dificuldade que surgiu no meio do percurso: bolinhas!

 

Bolinhas na tingimento

 

Fui investigar a justificativa. Cada um diz uma coisa. Uns me recomendaram substituir o rolinha pelo de lã, e eu fiz isto. Também dessa maneira, não ficava tudo lisinho. Aí vi que alternativa (mais trabalhosa) é mudar o arranca-rabo de lã com tinta e logo após outro de lã sem tinta (pra levar o sobra). Foi o melhor pra mim! Antes de acontecer outra vez, evidente, lixei né? Dessa maneira o defeito ficou pouco ostensível e menos difícil de correr.

 

Acho que o feito de mudar várias demãos pode ter colaborado para gerar bolinhas, porém há quem quê que é a floresta da tinta então porção de demãos. Vou ter necessidade de realizar em outro volante pra te responder… Minucio idade que aprendi: o rolinho apenas precisa ser passado poucas vezes sobre a mesma setor, apenas enquanto a tinta estiver molhada. Em seguida ela iniciar a secar e se você voltar a mudar o rolinho, a tinta pode ficar com uma fachada granulado.

 

Outra sugestão? Comece com a tinta pela pare mais complicado e pouco ostensível! Pra ir testando (e errando se for o caso!) no qual se apresenta pouco. Com isenção da aplicação do primer, virei o volante de ponta cabeça, e dei todas as demãos nele dessa maneira. Apenas em seguida pintei o tampa.

 

Com primer, Com cuba de ponta cabeça

 

Enquanto a tinta seca é fundamental aperfeiçoar se nenhuma parte vai escoar! Se isto ocorre, basta utilizar o arranca-rabo com subtileza para afagar. Lembrando que esperava 24 horas pra acontecer de novo!

 

No final, passei 3 camadas de Finura Precioso em Nebulizador, exclusivo pra ajudar a tingimento. Não gostei bastante de adaptar, visto que, como não possui coloração, encontra-se difícil ver no qual caiu a trevas de finura. Da próxima vou experimentar com pincel mesmo!

 

Ficou perfeito? Não. Porém honestamente ficou excelente! Tirou uma wow diferença na minha dependência, todo mundo que entra repara, realizei minha atração física de ter um volante fulvo, provei que sou capaz, e gastei bastante pouco pra proporcionar essa oscilação!

 

Read More